domingo, 1 de maio de 2011

Fragmentos de Bondade.


Eu te digo o que de fato é um riso para você? O quanto um paciente em estado terminal pode realmente ter alguns minutos, ou quem sabe alguns dias de vida a mais pelo simples fato de sorrir?
Patch Adams, um nome e uma história que seria impossível não te emocionar. A vida desse médico tão fantástica foi retratada em 1998 no filme ‘’Um amor é contagioso’’ no qual, eu só tive a oportunidade de assistir faz alguns dias. E vale apena ressaltar que serviu de inspiração para o surgimento de vários grupos como os Doutores da Alegria. Voltando ao filme, não poderia de deixar de dizer que é uma bela lição de vida, que vai arrancar todas as lagrimas do seu corpo do começo ao fim se for uma pessoa extremamente manteiga derretida como eu.
A especialidade de esse ser humano que tem uma ‘’felicidade excessiva’’ e animar seus pacientes com brincadeiras e muito humor, com a finalidade de reduzir o sofrimento. E a cada cena do filme com Robin Williams que em minha opinião foi o ator certo para esse papel, é mostrar que o médico jamais deve ser visto como Deus. Não é certo esperar que ele faça milagres e não erre e que o paciente é mais responsável pela própria recuperação do que o médico que esta tratando. Uma das partes que realmente nós mostra um pouco do como Pach trabalhava, é quando seu companheiro de quarto já formado em medicina pede ajuda com uma senhora que está a semanas internada e não há conseguem fazer comer. Ele ainda disse que é o melhor médico de todo aquele hospital, que estudou todos os diagnósticos mais que simplesmente não consegue faze - lá comer. Adams resolveu o problema de uma forma bem simples, realizando um sonho daquela senhora. Um sonho que havia descoberto em todas as vezes que já havia visitado. Ela queria nadar em uma piscina de macarrão. E o sorriso que se encontra nos lábios daquela velhinha quando vê o que todos os médicos preparam para ela, e de fazer qualquer pessoa rever todos os conceitos de como olha a vida. Ser médico além de tudo é trabalhar com sentimentos, e não tem como ensinar pessoas a terem sentimentos, pois esses não são resultado de um ensinamento teórico, mas brotam em nós até mesmo contra nossa própria vontade, por isso que ainda podemos contagiar elas. Fazer cada paciente ter a sua própria escolha. Se não há como mudar o rumo dos acontecimentos, podemos optar por vivenciar cada momento de uma forma alegre, agradecendo por tudo de bom que tivemos durante a vida. Obrigada Pach Adams por ter carregado essa chama dentro de você e ter espalhado como uma floresta em chamas por todo o mundo médico.

8 comentários:

  1. Linda descrição do filme, e de certa forma de um caso real da vida.Me deu vontade de ir correndo pra uma locadora alugá-lo.
    A gente não pode é se abalar com os obstáculos da vida.Um sorriso é sempre a melhor forma de se recomeçar.

    beijo!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Ótima escolha de filme!(sou suspeito para falar, sendo fã do Patch hahaha)
    É um filme genial, o qual mostra que "saúde" não é a "ausência de enfermidade", mas sim "bem-estar" fundamentado no amor e na amizade. O filme também mostra o papel do médico, onde este jamais deve prometer a cura, mas sim o cuidado.

    Parabéns pelo post e pelo blog!

    Ps.Te aconselho a dar uma olhada na entrevista do roda viva com Patch Adams no youtube. Ele comenta sobre o filme, se mostrando muito maior do que é
    mostrado no filme. Acho que pode render um outro excelente post.

    Ass. Victor Syas

    ResponderExcluir
  4. eu amo esse filme!!!

    já viu doutores da alegria?
    fica a dica.


    bjs meus.

    ResponderExcluir
  5. Eu gosto muito do Robin como ator. Um dos primeiros filmes que eu assisti dele foi "O Homem Bicentenário"... acho que ele tem o dom de fazer papéis tocantes.
    Esse filme deve ser ótimo *-*
    Eu imagino se fosse comigo.. iria ficar extremamente alegre por ter um sonho meu realizado antes de morrer, se caso estivesse em estado terminal.
    Deve ser um ótimo filme mesmo!

    ResponderExcluir
  6. Nunca assisti esse filme, mas fiquei super curiosa e vou baixá-lo. rs
    E eu sei que vou chorar pois, sou uma manteiga derretida como você, sou fã de Robin Williams, um filme lindo e marcante que amei que ele protagonizou: Amor além da vida. Vale a pena assistir quem não assistiu, ele é perfeito, emocionante!

    Postei algo novo no blog dê uma passadinha lá.

    beijos

    ResponderExcluir
  7. Ontem eu tinha comentado mais houve um problema com o site e todos os comentários e posts do dia foram deletados. Eu adoro Robin Williams, ele protagonizou um filme que é um dos meus preferidos: amor além da vida. Pra quem não o viu, vale a pena assistir.

    Postei algo novo, passa lá depois.

    bjs

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir